Os 06 Princípios Básicos que um Empreendedor Iniciante Precisa Saber

Você já deve ter visto muitos vídeos, ouvidos inúmeros áudios e se debruçado em muitos livros em busca das melhores referências para seguir sua jornada empreendedora. Sobretudo se você for um empreendedor iniciante, muitas coisas precisam ser aprendidas e sempre há novos conhecimentos sendo apresentados todos os dias na internet.

Muitos empreendedores iniciantes têm dúvidas a respeito das incertezas sobre os projetos. Se esta é uma das suas dúvidas mais íntimas também, este conteúdo é para você. Pois não há melhor maneira de encontrar soluções que equacionar o problema.

Veja os 06 princípios que os empreendedores iniciantes devem saber para que o sonho não vire pesadelo.

  • Crenças Limitantes
  • Visão Holística
  • Persistência ou Teimosia?
  • Nichos de Mercados
  • Metodologia de Projetos
  • Enxergue como um Comerciante

A Jornada Empreendedora é um Caminho de Incertezas, onde Conhecimentos e Habilidades devem estar em Equilíbrio com Coragem, Resiliência e Perseverança.

Crenças Limitantes

Empreendedores iniciantes podem ser, por vezes, bastante destemidos. Seu entusiasmo é uma força da natureza. É capaz de prodígios incríveis, mas também pode ser o início de uma grande decepção. O entusiasmo e a coragem devem ser equilibrados com um pouco de paciência e autocontrole.

O que isso tem a ver com crenças limitantes? Bom, só agimos com entusiasmo e confiança quando não temos dúvidas. Pois, quando há dúvidas, embora seja possível manter a confiança, os empreendedores iniciantes podem conferir um outro ingrediente às suas ações: a cautela.

Tente ver as coisas sob um outro ângulo. As certezas de como as coisas são ou funcionam, pode ser uma crença limitante. Já que, na certeza que estamos no caminho certo, não nos damos o direito de repensar. Muitas vezes a certeza, quando se torna uma crença limitante, pode nos induzir a um pensamento repetitivo. Em virtude disso, podemos tomar atitudes iguais e você sabe: ações iguais trazem os mesmos resultados sempre.

Por isso é tão importante estar atento às certezas e perceber que, muitas vezes, elas nos limitam e não nos dão margem para inovar na maneira de pensar. O “pensamento fora da caixa” é a ausência de crenças em coisas estabelecidas. É a capacidade de lidar com pensamentos conceituais, mesmo que sejam absurdos, são exercícios da imaginação.

Por isso o empreendedor iniciante deve equilibrar suas certezas e entusiasmo com a humildade de reconhecer que as dúvidas podem corrigir as rotas para seu objetivo.

Visão Holística

A visão holística é imprescindível para um empreendedor iniciante. Quando você vai empreender, é natural que conte com a ajuda de algumas pessoas mas, em geral, é uma jornada solitária até que os primeiros resultados comecem a aparecer e você precise aumentar sua equipe. Isso já seria motivo suficiente para desenvolver uma visão holística.

Mas não é somente isso! A visão holística também diz respeito ao conhecimento amplo da atividade na qual você deseja atuar. Conhecer os processos e impactos, bem como o mercado comprador e fornecedor, vai ajudar você a tomar decisões com base em dados, a partir das diversas características do negócio ou do nicho de mercado no qual atua.

Pense na visão holística como a sua capacidade de enxergar as coisas de cima. Uma visão sistêmica de como os processos ocorrem. Assim você será capaz de entender os diversos momentos de seu negócio e poderá fazer diagnósticos muito mais precisos das áreas que precisam ser melhoradas.

Nichos de Mercados

Empreendedores iniciantes não necessariamente são pessoas sem experiência. Você pode ser alguém que passou muito tempo trabalhando em empresas regionais e multinacionais, que decidiu mudar a sua história com um novo empreendimento profissional. Essa experiência conta muito a seu favor, especialmente na hora de escolher em qual nicho de mercado você irá atuar.

O empreendedor iniciante com um bom background profissional, possui uma grande vantagem para compreender melhor os princípios básicos deste artigo e pode escolher com mais assertividade o nicho onde vai empreender. A escolha do melhor nicho de mercado pode estar ligado a alguma atividade com a qual você se identifique, com alguma afetividade do passado – como a profissão dos pais – ou pode ser uma continuidade das atividades desenvolvidas em outras empresas.

O importante é que o empreendedor iniciante esteja ciente de que a escolha do nicho deve preceder a formatação do negócio, pois ela balizará todo o planejamento prévio, inclusive no caso de mapear o mercado consumidor potencial. Essa visão sistêmica e estratégica, está alinhada ao princípio da visão holística, que foi abordado anteriormente.

A escolha do nicho de mercado é um ponto de partida que pode ser definitivo para o sucesso de seu projeto.

Persistência ou Teimosia?

Aqui está um dos grandes gargalos dos empreendedores iniciantes: como saber a hora de mudar de rumo? Muito se fala em persistência e ela é fundamental. Nada acontece do dia para a noite e, na jornada empreendedora, não é diferente. Porém, insistir de forma prolongada pode estar em uma linha tênue entre a persistência e a teimosia.

Mas como discernir persistência de teimosia? Bem, não é tão simples, se você chegou a um ponto que parece um beco sem saída. Você fez tudo de acordo com o seu planejamento, controlou bem o orçamento, melhorou os processos, mas ainda assim as coisas não tiveram o resultado esperado.

É preciso voltar etapa por etapa para olhar tudo novamente, com olhos críticos. É através de uma visão crítica que conseguimos discernir quando a persistência se tornou teimosia. Pois isso envolve as ideias e a execução, talvez até questões de diagnóstico. Lembre-se do primeiro princípio: crenças limitantes, resultados iguais geram resultados iguais.

Quando se chega a um beco sem saída, é necessário voltar com olhar crítico por toda a trajetória para identificar onde aconteceu algum equívoco, para que possa ser corrigido. Por isso é tão importante estar sempre monitorando as certezas quando se tornam crenças limitantes, pois podem ser uma armadilha.

Mas não se preocupe, existe uma forma de evitar essas armadilhas: metodologias de projeto!

Metodologia de Projetos

Se você já teve a oportunidade de trabalhar em uma grande empresa ou multinacional, já teve contato próximo com metodologias de projetos. Podem ser projetos em Cascata ou Ágil, as metodologias são imprescindíveis para você implantar seu business de forma a conseguir controlar todo o fluxo de ações, calendários, corrigir rumos etc.

Atualmente, a metodologia ágil é a mais utilizada em projetos com demanda maior de performance, seja de tempo, financeira ou complexidade.

É claro que a metodologia de projeto não se aplica apenas à implementação de seu negócio. Como empreendedor iniciante você precisa ter em mente que, dentro de sua empresa, para que tudo possa ser documentado e analisado, deve seguir uma metodologia de projetos. Especialmente o desenvolvimento de produtos, pois cada um deles é um projeto.

Essa racionalização deve ser uma constante em seu empreendimento, principalmente no que se refere a projetos de inovação, que demandam muitas correções e podem ser, muitas vezes, complexos. Uma boa metodologia de projetos pode ser determinante para o sucesso do produto, especialmente com relação ao tripé básico: orçamento, prazo e escopo.

Uma das especialidades das Startups é a utilização do Método Scrum como ferramenta de projetos. É uma metodologia consagrada na literatura e desenvolvida especialmente para equipes pequenas e de alta performance.

Vale a pena ler os dois livros dedicados a esta metodologia: Scrum: A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo e Scrum: Guia prático: Maior produtividade. Melhores resultados. Aplicação imediata., escritos porJeff Sutherland e J. J. Sutherland.

Esses livros vão abrir sua visão, caso seja um empreendedor iniciante que não teve contato com essa metodologia antes.

Enxergue como um Comerciante

O último princípio que os empreendedores iniciantes devem conhecer é a mentalidade do comerciante. É também o mais simples de todo, mas cujo impacto é transformador e altamente positivo. Enxergue e pense como um comerciante, esse é o conceito e também a explicação.

O que diferencia o comerciante de outros empresários é que, na maioria das vezes, o comerciante está à frente de seu negócio e atrás do balcão. Ele tem uma visão holística do seu comércio e é capaz de fazer compras e fazer vendas com destreza, controlando o estoque e sabendo exatamente onde está cada item.

Os empresários, nem sempre estão no balcão. Mas o que os aproxima dos comerciantes é a mentalidade. Tanto os empresários como os comerciantes sabem de uma coisa: é necessário ter produto na vitrine. E não estamos falando de estoque mas de opções. O comerciante pensa sempre em novidades e produtos à disposição para serem comercializados.

O comerciante sabe que não ter o que oferecer é sentença de morte para seu comércio. Por isso, a lição importante da mentalidade do comerciante é: NUNCA SEJA UMA EMPRESA DE OFERTA ÚNICA. Por isso, empresários, comerciantes e você, empreendedor iniciante, sempre buscarão formas de inovar em produtos ou serviços, dentro do seu campo de atuação.

Como Utilizar os Princípios para Empreendedores Iniciantes

Os princípios que apresentamos neste artigo devem ajudar você a se planejar e se organizar. Não são uma fórmula de sucesso, mas são uma maneira de você montar um framework de trabalho, de maneira a contemplar ação e planejamento equilibrados com estratégia e pensamento criativo.

Os empreendedores iniciantes podem observar todos os princípios, perceber que eles se complementam e devem considerados em conjunto. Não fazem parte de um curso ou uma metodologia consagrada para empreendedorismo. São apenas princípios de organização, elementos que você pode utilizar com sucesso em sua jornada empreendedora.

Bons negócios!

Write A Comment

05 Dicas Valiosas para Empreender do Zero 11 Livros de Autoconhecimento Inspiradores Esperam por Você A Influência de Dale Carnegie para o Sucesso Profissional 7 Motivos pra Você Construir seu Próprio Site Ainda Hoje! 5 Livros sobre SEO mais bem avaliados na Amazon